São José Liberto e Museu de Gemas do Pará

X CBHE

O antigo presídio “São José” tem 250 anos de história, parcialmente restaurado e reciclado, recebeu a denominação poética de “São José Liberto”, composto pelo Museu de Gemas do Pará, a Oficina de Jóias e a Casa do Artesão, transformando-se, assim, num espaço de referência à produção, pesquisa e cultura. Um passeio pela história da ocupação, da mineração e das riquezas do solo amazônico. diamantes, ametistas e turmalinas fazem parte de seu acervo. Na exposição permanente, encontram-se peças de até 500 milhões de anos.

No saguão de entrada, o visitante encontra uma drusa de quartzo hialino, pesando 2,5 toneladas, encontrada no Vale do Rio Araguaia. Enquanto caminha pelo museu, ele conhece artesanato tapajônico e marajoara, como estatuetas, urnas funerárias, machadinhas, cunhas e pontas de flechas em quartzo e uma coleção de muiraquitãs.

Duas salas exibem gemas do Pará (algumas só encontradas no Estado), como um quartzo tricolor, encontrado nas proximidades da Serra dos Martírios, no sudeste paraense. Além das exposições, localizam-se no espaço o Laboratório Gemológico e uma oficina de jóias.